3 de setembro de 2013

FESTA DA NOSSA SENHORA DO CAMPO - é já este fim de semana...



Setembro, mês das festas de setembro, mês da festa da Nossa Senhora do Campo, mês do início das vindimas, da colheita do milho que se estende a outubro. Era assim alguns anos, alguns anos é mais força de expressão, mas alguns anos para alguns já não há memórias, nem poderia haver daquilo que nunca se viu, para outros, somente memórias. Destas memórias, alguns atos ainda se fazem, mas sem a importância de outrora, onde todo um vale aguardava ansiosamente por estes momentos, dizem alguns, do século passado, que de tão longe estão já se perderam nas brumas do tempo. Hoje surgem outros acontecimentos, outros hábitos, a fazer tradição, porque isto da tradição é fazer-se só mais do que uma vez para já ser tradição, desde que haja o interesse político, ou melhor, a vontade política, até se torna histórico.
Setembro, mês do início das aulas quando antes era outubro, para alguns ainda de férias, mas poucos, aqueles com mais idade, já sem obrigações escolares.
De Setembro, o povo também diz Em Setembro ardem os montes e secam as fontes.”. Verdade, mesmo verdade, porque os incêndios prologam-se num pais que parece que está a saque desses criminosos.
Setembro, como escrevi, mês da festa de Nossa Senhora do Campo que atraia há muito tempo, mesmo muito tempo milhares de pessoas que vinham demonstrar a sua devoção, e outras eram atraídas pela feira franca que decorria nos terrenos contíguos ao santuário. Felizmente, ainda se mantém a tradição das cerimónias religiosas e também de festa, desta vez são três dias…

Nenhum comentário:

-------------------------------Um baú de histórias e memórias--------------------------------